terça-feira, 24 de novembro de 2009

I Semana Regional - Jardim Paraíso

Sábado, dia 21 de novembro, foi a I Semana Regional - Jardim Paraíso a qual eu fui convidado! Preparei-me cedo e tomei rumo (foto no ponto de ônibus) até o bairro Jardim Paraíso bem lá ao norte de Joinville.

Esse bairro é mal afamado pelos constantes noticiários de crimes devido ao tráfico de drogas e andam acontecendo alguns programas para quebrar esse estigma ruim e procurar trazer uma nova maneira de ver este bairro.
Não foi a 1ª vez que estive lá levando o universo dos HQs (Histórias em Quadrinhos) para ser exibido e discutido entre alunos. No dia 26 de outubro estive a convite da professora de Artes Soraia Silva para falar da arte de criar quadrinhos. Confesso ter se dirigido ao local com a mesma visão de local violento que foi afetadamente mudado com o comportamento e recepção maravilhosa dos alunos da escola E.E.M. Dep. Nagibe Zattar.


Bem, essa feira aconteceu na outra escola próxima, a Escola Municipal Rosa Maria Berezosk. Segui a recomendação da Rita e cheguei bem cedo e lá descobri que eu era o 1° e que eu chegara cedo mesmo. Os demais só apareceram uma hora depois. Ajeitei as coisas principais, mas não coloquei os doujins sobre a mesa ainda porque eu queria espera a feira abrir oficialmente. Daí saboreei um café! =^_^=
E como vocês podem ver eu estava uniformizado! XD



E pra minha surpresa apareceu muita gente comnhecida no dia: Julhinha (atriz, professora de Educação Física e voluntária) e o Malcon X (que aparece no doujinshi nº6 com a Julhinha, outra, não essa, uma hacker; doujin que ele comprou, olha ali), ver fotos abaixo:


Geralmente doujinshikás/fanzineiros pensam que só devem expor e comercializar seus doujinshi/fanzines em eventos com público alvo específico o que não é verdade. (Na foto abaixo: A mulherada na cozinha preparando "cucas", bolos e o rizoto que tava uma delícia!)


Não é a 1ª vez que exponho e vendo bem estando fora de eventos de animes e dentro de feiras ou eventos escolares. Exponho essa idéia para que vocês venham fazer o mesmo! (Na foto abaixo: Área de lazer e de acesso às quadras cobertas da escola)


Aparece muita gente curiosa e mesmo eu dizendo ser um “doujinshi” (depois eu traduzo para: gibi caseiro) há sempre muita gente interessada em aprender. Eu não subestimo o meu público achando que são todos uns burros e desinteressados, muito pelo contrário; uso os termos japoneses em que eu acredito e vou conversando e vendendo aos interessados. (Na foto abaixo: Entrada lateral onde todos tinham acesso. Ela sai na escadaria que dá acesso a parte baixa e a parte alta. A parte alta era onde estávamos)
O meu objetivo é ter o maior número de leitores lendo o meu trabalho artístico e disso eu não me desvio: é o objetivo que eu tracei! (Na foto acima: Escadaria de acesso a partebaixa e a parte alta da escola) E muita gente fica feliz por ter um artista nacional entre eles o que me deixa muito orgulhoso e feliz. (Na foto abaixo: Parte baixa da escola)
Mesmo que eles não adquiram o meu doujinshi eles me parabenizam e incentivam a voltar na próxima feira. E eu quero estar se puder e houver o convite!

Não é só em evento de animes que devemos ir. Muitas vezes os otakus não estão interessados em doujjins. Eles não incentivam comprando, logo, é bom irmos a outros lugares e expor e ver no que dá! Pra falar a verdade eu sempre me dou bem quando vou a esses outros locais, por isso compartilho aqui com você leitor a idéia.

E quando você está lá aparecem muitos outros convites e até alguns trabalhos (no meu caso, cogitaram comigo sobre fazer caricaturas da turma de uma faculdade que estava lá em trabalho voluntário, combinamos estudar a proposta).

Acima eu e a Inês. Ela foi a coordenadora da Feira! Abaixo, a Rita preparando a entrada dos convivas!

A Feira correu muito bem e muita gente passou, leu, conversou e alguns compraram e teve até umas três edições que “sumiram”; mas fazer o quê? Faz parte!

Tinha muita gente bonita como essa super-gata da Casa Brasil que presta cursos gratuitos a pessoas carentes como uma forma de desenvolver uma fonte de lucro próprio e domiciliar.

Tinha uns "sombras" que divertiam o pessoal com a famosa brincadeira de imitá-los.

Até eu caí na brincadeira!

No almoço o risoto estava uma delícia!

Fui até entrevistado por essas duas simpatias onde pude dar minha opinião sobre a Feira e sobre a oportunidade de estar ali como “doujinshiká”! XD~

Comigo o companheiro Pikachu (relógio) que levo a todo evento, feira, guerra, o que for! XD~

Aliás, quem é leitor de Pedro sabe da brincadeira que aparece entre o decorrer da história, uma frase imperativa “LEIA PEDRO”; daí pensei, que tal fazer a partir daqui em diante, uma pot-pourri divertida de “EU LEIO PEDRO?





Dominus tecum!

2 comentários:

  1. Ótimo post!

    Fico muito contente que você esteja participando de vários eventos. Pra ser sincero, nunca tinha pensado em espôr em eventos não voltado à cultura oriental. Fica aí uma ótima dica dada por você

    Abração e sucesso!

    ResponderExcluir
  2. Muito bom, Roger!

    Você apenas confirmou o que eu e o Nilton (meu sócio nos estudio Magyluzia) andamos falando sobre nossas metas para 2010.

    Muito certo você ir em eventos não-otakus, afinal, sempre fazemos quadrinhos para todos lerem.

    Sucesso, pois a idéia é muito boa mesmo!

    ResponderExcluir