sexta-feira, 2 de julho de 2010

Vidas Imperfeitas I

UM DOUJINSHI DE SENTIMENTOS



Mariana Cagnin tem uma habilidade ímpar de contar uma história no estilo shoujo. Vidas Imperfeitas demonstra isso em suas 33 páginas de história de traço simples e reveladores. A protagonista é Juno Omura uma colegial alta e de aparência masculinizada que leva uma vida normal, porém sendo um vulcão de desejos amorosos adormecido. “Uma história sobre amor, amizade, família e liberdade” segundo a própria autora.

Mariana não traz nenhuma história de seres super-poderosos ou um bando de guerreiros defendendo uma deusa em comum, mas traz um enredo de cotidiano fácil de ler e se envolver, mais estilo josei (para leitoras mais maduras).

Eu não trago maiores críticas ao trabalho dela, porque está muito bem elaborado e feito. Talvez a única observação a fazer seja que na capa a Juno perde um pouco de identidade, não fica tão igual a Juno do “miolo” (do conteúdo), sei lá, talvez seja uma ilusão de ótica devido às cores.

O doujinshi dela eu não comprei eu baixei. Sim! Ela o disponibilizou para baixá-lo e lê-lo no seu DeviantArt, mas se eu a encontrar em algum evento farei questão de comprar o meu. Acabei encontrando-o por acaso, pois eu estava em busca de retículas à japonesa e encontrei isso no BLOG dela e dali para o doujin foi caso de alguns cliques.


Uma coisa legal é que ela, assim como eu, dispõe o doujin em formato PDF (muito bom para se ler) quando o digitaliza e quem sabe seja o padrão futuro daqui pra adiante. E pra quem ainda não experimentou, eu convido a ler no POKAT. A sensação é a mesma de folhear uma revista. Ótimo!

Ah, quero dizer que agradeço o imenso favor dela ao postar sobre as retículas que eu tanto procurava e não encontrava (tinha as minhas, desenvolvidas por mim, mas queria e muito umas japonesas). Engraçado que ela usou pouca retícula no trabalho artístico dela e preferiu mais as achuras à mão. =o)

Como o doujinshi dela está disponível na internet eu não vou comentá-lo muito e deixar todo o suspense para você baixá-lo e conferir o que eu escrevi.

Quer baixar?

Clique aqui!

Dominus tecum!

Um comentário:

  1. Olá!!!
    Fico feliz por receber uma crítica do meu fanzine.. é realmente ótimo quando as pessoas apreciam seu trabalho, e ainda mais: comentam sobre ele. Acho isso importante pq ainda tem mta gente que não conhece os quadrinhos independentes e acha que sua qualidade é inferior, mas quem sabe com mais incentivos como esse, isso possa mudar, não é mesmo? Ah! E muito obrigada pelo incentivo e divulgação! ;)
    Eu estarei vendendo os fanzines (até o volume 03) no AnimeFriends.
    E vc comentou q não usei mtas retículas na primeira edição, é pq na verdade eu estou usando as reticulas na terceira.
    Até mais!

    ResponderExcluir